segunda-feira, 27 de julho de 2015

Resenha #68 - A Playlist de Hayden

Postado por Diarios De Leitura - segunda-feira, julho 27, 2015 - com 0 comentários
Ficha Técnica
Título: A Playlist de Hayden
Título Original: Playlist For The Dead
Autor: Michelle Falkoff
Editora: Novo Conceito
Páginas: 288

Resenha
A Playlist de Hayden foi um livro que gerou muitas expectativas, porém acabei me decepcionando com a leitura, já que a premissa era muito interessante, mas infelizmente a autora não soube desenvolver bem a história.

Sam e Hayden são melhores amigos, têm os mesmos gostos musicais, jogam os mesmos jogos, andam juntos na escola, um dorme na casa do outro e os dois aguentam juntos todo o tipo de bullying que sofrem. No dia seguinte à uma festa que não foi boa para eles, Sam vai até a casa de Hayden e o encontra morto no quarto, ao lado de um frasco de remédios. Ele se suicidou, porém deixou um bilhete para Sam junto com uma playlist, eis o nome do livro. As músicas servem como plano de fundo para a narrativa, porém ficou meio sem sentido pra mim, já que não identifiquei muita relação entre elas e a história (bom, pelo menos eu não encontrei relações fortes, foram bem superficiais).

Então começa a busca de Sam para entender direito o que aconteceu na noite anterior e tentar descobrir porque seu melhor amigo o deixou, tendo ainda que suportar, agora sozinho, a Trifeta do Bulliyng, que era composta pelo irmão do Hayden e dois amigos. Sim, Hayden sofria bullying (muito pesado, aliás) do próprio irmão. Eles nunca se deram bem e Ryan aproveitou isso para tornar a vida de Hayden um inferno, provavelmente era um dos responsáveis pela morte dele.

Sam tenta encontrar conexões com a playlist, ao mesmo tempo em que refaz os passos do amigo, descobrindo que ele escondia muitos segredos, inclusive amigos que ele nunca ouvira falar. Assim, ele segue aos poucos, desvendando o que aconteceu nos últimos dias de vida de Hayden.

Bullying é um assunto sério e eu acho sim que deve ser abordado na literatura também, porém a autora tinha um ótimo tema nas mãos que daria uma bela história e não soube tirar proveito disso. Enquanto Sam desvendava o mistério, coisas ruins começaram a acontecer com a Trifeta do Bullying, como se alguém estivesse se vingando deles, um por um. Acontece que, Sam estava tão atordoado com tudo o que acontecia, que pensou por um momento ser ele o responsável por essa vingança, mesmo sem lembrar disso. Ele estava num nível de estresse tão grande que chega a imaginar coisas que se misturam com a realidade. 

A narrativa é fluida, li bem rápido, confesso que esperava muito mais por conta de todo o auê que foi feito em torno desse livro. Achei o final mal elaborado, tudo acaba muito bem demais, com resoluções rápidas demais, o que não contribuiu para a história. As músicas citadas no livro são ótimas, a maioria de bandas que eu amo de coração, principalmente Florence and the Machine <3

De qualquer forma, se você procura uma leitura leve sobre bullying, recomendo que leia este livro, ele tem alguns ensinamentos para passar. E não sejam pais controladores, como os pais de Hayden são. Não joguem expectativas e pressões demais em cima dos adolescentes, eles mal começaram a viver.


How to disappear completely - Radiohead*
Crown of love - Arcade Fire*
Mad world - Tears for Fears/ Gary Jules
Invisible - Skylar Grey
One - Metallica*
Pumped up kicks - Foster the People*
I don't want to grow up - Ramones*
Diane young - Vampire Weekend*
Smells like teen spirit - Nirvana*
One step closer - Linkin Park*
The mariner's revenge song - The Decemberists
Adam's song - Blink 182*
Alison - Elvis Costello
This is how it goes - Aimee Mann
Despair - Yeah Yeah Yeahs*
On your own - The Verve*
Let it go - The Neighbourhood (não, não é Frozen haha)  
Say something - A Great Big World*
Everybody knows - Leonard Cohen
How to fight loneliness - Wilco
Conversation 16 - The National
Last goodbye - Jeff Buckley
Hurt - Nine Inch Nails*
For Emma - Bon Iver
Cosmic love - Florence and the Machine*
The mother we share - Chvrches
It's only life - The Shins

*As músicas com (*) são as que eu gosto muito.







Lançamentos do mês - Grupo Editorial Pensamento

Postado por Diarios De Leitura - segunda-feira, julho 27, 2015 - com 0 comentários
Oi, meus queridos!
Vamos conhecer os lançamentos de julho do Grupo Editorial Pensamento? Então vamos!

Blondie - Vidas Paralelas

ISBN: 978-85-5503-015-4
Editora: Seoman
Páginas: 440
Assunto: Biografias/Música
Tiragem: 5.000
Preço: R$58,00

Sinopse
Esta é a biografia definitiva da icônica banda nova-iorquina BLONDIE, liderada pela vocalista Deborah Harry e pelo guitarrista Chris Stein. Ela se baseia em ENTREVISTAS EXCLUSIVAS E REVELADORAS com Harry e Stein e com o baterista Clem Burke, terceiro membro fundador do grupo, e na amizade entre o coautor Kris Needs e a banda. Da formação da banda em 1975, passando pela sua trajetória atual após o seu retorno em 1997 e a carreira de Debbie Harry como cantora solo e atriz, este livro extremamente importante preenche uma lacuna entre as biografias musicais lançadas no Brasil.


O Artífice do Tempo

ISBN: 978-85-5539-001-2
Editora: Jangada
Páginas: 280
Assunto: Literatura Juvenil/Ficção Fantástica
Tiragem: 10.000
Preço: R$34,90

Sinopse
Jack Morrow, de 13 anos de idade, descobre que tem a capacidade natural de viajar no tempo através das Necrovias, passagens interdimensionais que conectam as lápides à data de morte da pessoa enterrada. Desesperado para desvendar o segredo sombrio que cerca seus ancestrais, Jack viaja por elas e descobre um mundo secreto sob as ruas da Londres de 1940. Perseguido pelas Paladinas – versão feminina e fantasmagórica de cavaleiros medievais –, Jack precisa encontrar a mítica espada Durendal, perdida, antes que seja usada para reviver o terrível mestre das Paladinas, Rouland. O futuro de Jack, e de toda a sua família, depende de que ele evite o retorno de Rouland. Mas estará o tempo do seu lado?


Estado Islâmico

ISBN: 978-85-5503-013-0
Editora: Seoman
Páginas: 272
Assunto: Biografias e Memórias/História
Tiragem: 8.000
Preço: R$39,90

Sinopse
Com força brutal e horríveis decapitações de reféns, o Estado Islâmico do Iraque e da Síria (ISIS) chocou o mundo. O jornalista americano Michael Weiss e o analista sírio Hassan Hassan explicam como esses extremistas violentos evoluíram de um quase derrotado grupo insurgente iraquiano para um exército jihadista de voluntários internacionais que estão espalhando violência e caos em todo o Oriente Médio. Com base em entrevistas exclusivas com ex-oficiais militares norte-americanos e atuais combatentes do grupo radical, Weiss e Hassan explicam quem são os protagonistas do ISIS, de onde vêm, como têm atraído tanto apoio local e global, e como eles operam. Uma nova geração do terror despontou no mundo e, para entender como pará-lo, precisamos compreender quem eles são.


Astrologia sem Segredos

ISBN: 978-85-315-1906-2
Editora: Pensamento
Páginas: 344
Tiragem: 4.000
Preço: R$52,00

Sinopse
Repleto de ilustrações e exemplos, Astrologia sem Segredos mostra como você pode usar a astrologia de forma prática para melhorar a sua própria vida e a das outras pessoas. Este curso idealizado por uma das principais astrólogas do mundo vai lhe ensinar desde os princípios básicos até a interpretação de um mapa inteiro. Com este livro você vai descobrir como a astrologia funciona, quando usá-la e como adquirir conhecimentos avançados dessa arte.

E aí, o que acharam? Contem pra mim nos comentários!
Beijos e até a próxima :)


quinta-feira, 23 de julho de 2015

Trailer: Maze Runner - Prova de Fogo + Jogos Vorazes: A Esperança - O Final

Postado por Diarios De Leitura - quinta-feira, julho 23, 2015 - com 0 comentários
Que dia, meus amigos, que dia!
Hoje saíram os trailers de Maze Runner: Prova de Fogo e Jogos Vorazes: A Esperança - O Final e eu não estou sabendo lidar, sério.

Gente, esse ano está sensacional. Jogos Vorazes encerrará os filmes e bate aquela nostalgia de não esperar mais os "novembros" para ver Katniss e cia. Por outro lado, tem Maze Runner que ainda estreia seu segundo filme, tem muita coisa pra mostrar e promete ser mais uma saga de tirar o fôlego. As produções estão cada vez melhores e mais impressionantes, os efeitos especiais estão de arrepiar e tudo caminha para serem dois filmes incríveis.

O que nos resta agora é esperar ansiosamente pela estreia dessas duas belezuras nas telonas, Enquanto isso, a gente assiste os trailers de novo e de novo e de novo...



Destaque para a minha surpresa ao ver o  LittleFinger (Lorde Baelish de Game of Thrones) no trailer, fiquei tipo GEENTE É O LITTLEFINGER! hahaha



Nem sei o que dizer desse trailer, meus forninhos caíram aqui e ainda não consegui me recuperar. 

E aí, o que acharam? Ansiosos? :)
Agora vem a parte mais difícil: esperar!

Beijos e até a próxima!

quarta-feira, 22 de julho de 2015

Resenha #67 - Filha da Floresta - Trilogia Sevenwaters

Postado por Diarios De Leitura - quarta-feira, julho 22, 2015 - com 1 comentário
Oi, gente bonita!

Recebi em parceria com a Editora Butterfly o livro Filha da Floresta, primeiro volume da trilogia Sevenwaters. Confesso que o tamanho do livro me assustou um pouco, mas foi uma grata surpresa e já quero ler os outros dois livros da trilogia.

Ficha Técnica
Título: Filha da Floresta
Título original: Daughter of the forest 
Autora: Juliet Marillier 
Editora: Butterfly Editora 
ISBN: 9788588477971
Ano: 2012 
Páginas: 616 
Tradutor: Yma Vick

Sorcha é a sétima filha de um sétimo filho, é a caçula. Sua mãe morreu ao dar à luz e seu pai, dominado pela dor, se tornou uma pessoa distante e fria. Ele é o rei de um continente, porém nunca está em casa, porque sempre trava batalhas com os bretões, tentando eliminar esse povo e conquistar suas terras também. Por isso, Sorcha é muito ligada aos seus irmãos, que praticamente a criaram. A união entre os sete tem uma força muito poderosa quando estão todos juntos, inclusive alguns deles conseguem se comunicar mentalmente. A história é ambientada em Sevenwaters, antiga Irlanda medieval, onde a magia existe e é de conhecimento geral. Segundo as lendas, um sétimo filho é possuidor de um grande poder, porém não acreditavam que era válido para Sorcha por ser mulher.

Um dia, seu pai volta e traz com ele uma mulher com a qual pretende casar. Todos os irmãos percebem que ela é uma feiticeira e tem um poder muito forte também, não será fácil lidar com ela, especialmente Sorcha, por ser a única menina. Os sete tentam resistir e por isso a madrasta lança uma maldição em todos os meninos e Sorcha é a única que pode salvá-los. Esse processo será extremamente doloroso para ela, mas está disposta a fazer de tudo para ter seus irmãos de volta e o amor que tem por eles é incondicional. Qualquer um teria desistido, mas não Sorcha. As aventuras e principalmente as dificuldades que ela passou me emocionaram muito.

Nas primeiras páginas, confesso que achei a narrativa um tanto quanto arrastada. A história era boa, mas nada acontecia e só então percebi que era uma introdução para tudo o que estava por vir. Sorcha me conquistou por ser uma garota livre, que não sucumbiu aos padrões da época, além de ser super humilde e ajudar todos da vila em que mora, seja levando alimento aos mais necessitados ou tratando de suas enfermidades, independente de ser amigo ou inimigo. É sonhadora e ama a família incondicionalmente, essa é sua característica mais forte.

Chorei em algumas partes porque tudo é descrito com detalhes, mas de forma precisa. Então, todos os momentos de dor foram expressados no livro e em alguns desses momentos, eu não conseguia ler, chorava tanto que as lágrimas embaçavam minha visão, mas ao mesmo tempo queria continuar, queria saber o que aconteceria com a Sorcha. Só que não tinha jeito, eu tinha que parar um pouco, respirar, chorar tudo o que queria e só então eu continuava a leitura haha.

Este livro foi uma ótima experiência, porque me levou para uma época que eu não havia explorado ainda, que é a Irlanda Medieval e os países vizinhos. A cultura era totalmente diferente, a realidade era outra. E a convivência com os seres da floresta é algo novo para mim, já que li poucas histórias com essa temática, mas me apaixonei e agora preciso saber mais sobre esse mundo. 

O final meio que fechou redondo, não deixou muitas pontas soltas para o segundo volume, por isso estou curiosa para saber qual será o enredo que conduzirá a próxima história, espero resenhá-la em breve pra vocês.

É isso, galera!

Beijo e até a próxima :)



quinta-feira, 25 de junho de 2015

Belas-Letras: entrevista exclusiva com Pedro Guerra

Postado por Diarios De Leitura - quinta-feira, junho 25, 2015 - com 1 comentário
Oi, gente bonita!
O pessoal da editora Belas-Letras fez uma entrevista exclusiva com Pedro Guerra, autor de Precisava de Você, que inclusive eu já recebi e já fiz a leitura, em breve sai a resenha dele por aqui. Até lá, fiquem com essa entrevista super bacana que dá uma palhinha do livro.

Pedro Guerra: o porta-voz dos corações quebrados

Quem nunca sofreu de uma desilusão amorosa que atire a primeira pedra. Para Pedro Guerra, 23 anos, os corações quebrados são inspirações livres para novas histórias e recomeços. E é exatamente sobre isso que Precisava de Você, designado como um (des)romance, apresenta ao público.
Conversamos com Pedro que, assim como todos os jovens, acredita que o amor é o fio condutor de qualquer relação interpessoal.

Belas-Letras: Nós queremos saber desde já: o que te motivou a escrever Precisava de Você? Teve algum motivo especial?
Pedro Guerra: Eu diria que experiências próprias são um bom começo! Posso afirmar que sou assim como a Lola: um romântico fervoroso. Sendo assim, acredito que o mundo é um lugar bem melhor se existe amor envolvido. Acontece que eu descobri que escrever sobre o (des)amor se torna inevitável quando você é jovem, uma vez que tudo pode acontecer dentro de um relacionamento. Os naufrágios, as quebras, as desilusões... Tudo é muito inspirador. Tanto para um aprendizado, quanto para uma história. E foi aí que surgiu Lola Tavares, uma espécie de "porta-voz dos corações quebrados" dentro de mim que quis escrever por todos aqueles que um dia já se deram mal com o amor.



BL: De onde surgiu a ideia de fazer um livro que possui música-tema, que vai além das páginas? E qual o objetivo da música?
Pedro: Foi algo bastante natural. Na verdade eu comecei meu sonho de ser escritor com 12 anos compondo músicas. Então, enquanto escrevia Precisava de Você, compus esta música chamada Metáfora e julguei que ela tinha muito a ver com a história de Lola Tavares. Decidi emprestar a sua letra para a minha história e, quando ela já estava dentro do livro, quis trazê-la para fora novamente por acreditar que o leitor precisava ouvi-lá de algum modo. Foi um desafio, pois não é tão fácil assim gravar uma canção em estúdio. Mas acredito que ela seja fundamental para a sinestesia que a experiência proporciona.

BL: Por que você acredita que a história tem a ver com o Dia dos Namorados, uma vez que podemos classificar o livro como um (des)romance?
Pedro: Quando a gente é jovem, sempre achamos o Dia dos Namorados só mais um dia qualquer por um único motivo: não namoramos! E é aí que entramos no ponto de que Precisava de Você fala sobre relacionamentos – não necessariamente apenas os bons relacionamentos. Afinal, todo mundo gosta ou vai gostar de alguém que não gosta da gente do mesmo modo. E eu quis provar no livro que isso é tão natural e até mesmo bonito, a ponto de motivar a recuperar-se para uma nova tentativa, para uma nova história. Todos temos vários finais ao longo da vida, assim como diversos começos.

BL: Planos para um próximo livro?
Pedro: Estou sempre em movimento. Ideias para próximos livros eu tenho várias, no entanto, é preciso selecionar algo que eu realmente queira entregar para os leitores. Como objetivo, tenho a filosofia de sempre surgir com algo novo. Vamos ver no que dará desta vez...

Fiquem de olho que logo sai a resenha desse livro por aqui. Beijinhos e até a próxima!


Resenha #66 - Uma curva no tempo

Postado por Diarios De Leitura - quinta-feira, junho 25, 2015 - com 8 comentários
Oi, lindezas!

Em maio eu recebi o livro Uma Curva no Tempo em parceria com a editora Arqueiro. A sinopse me chamou bastante a atenção, assim como a capa que é linda. Porém eu não imaginava que seria um livro marcante que me renderia várias lágrimas e paralisaria meu mundo por um tempo hahaha.

Ficha Técnica
Título: Uma curva no tempo
Título Original: Fractured
Autor: Dani Atkins
Editora: Arqueiro
Páginas: 256
ISBN: 9788580414134

Resenha
Tudo começa em 2008, quando Rachel e seus amigos vão à uma lanchonete pela última vez antes de cada um seguir seu caminho para a faculdade. Um carro perde o controle e entra na lanchonete, batendo na mesa em que ela está com seus amigos. Todos conseguem sair, exceto Jimmy, seu melhor amigo, que voltou para salvá-la e acabou morrendo. Desde então, sua vida mudou completamente, ela carrega muita culpa e acaba se isolando de todos.

Cinco anos depois, Rachel precisa voltar à sua cidade natal para o casamento de sua melhor amiga. Mas o acidente deixou sequelas tanto físicas quanto emocionais. Apesar disso, ela encara a situação. Porém, ao visitar Jimmy no cemitério, a emoção e a dor são fortes demais e Rachel desmaia. Quando acorda, tudo o que aconteceu muda completamente. Ela conseguiu cursar jornalismo e trabalha numa grande revista, ainda namora Matt e o melhor de tudo: Jimmy está vivo. Mas como isso poderia ser real? Parece que ela é a única a se lembrar de sua vida antes dessa curva no tempo e vai perceber que estar nela pode não ser tão ruim assim.

Logo no começo é possível perceber que Jimmy sente algo a mais por Rachel, mas respeita o relacionamento da melhor amiga com Matt. Depois que tudo aconteceu, ela se deu conta desse sentimento e ficou remoendo todos os "e se". Agora, ela tem uma segunda chance de fazer aquilo que realmente quer e estar com quem realmente quer estar. Além disso, Jimmy é o melhor amigo do mundo, mesmo quando ninguém acreditava em Rachel quando ela dizia estar em outro mundo, ele acreditou e foi com ela atrás de todas as pistas para entender o que aconteceu.

Gente, de verdade, essa é a resenha mais difícil que eu já fiz em toda a minha vida. Esse livro foi o melhor do ano até agora e com certeza um dos melhores da vida, me emocionou demais e o final me deixou sem chão, não sabia se ficava feliz ou triste e acabei chorando pelos dois motivos. Não foi previsível para mim e em toda a narrativa, tentei entender qual o motivo de isso ter acontecido: realidades paralelas, viagem ao tempo, experiência científica, algum deus... enfim, muitos questionamentos que são respondidos no final do livro. A narrativa é super fluida e li em algumas horas. No final, a única coisa que fui capaz de fazer foi fechar o livro e chorar copiosamente. Uma curva no tempo é um livro maravilhoso, recomendo fortemente. 

Beijos e até a próxima!




domingo, 21 de junho de 2015

OMG! Primeira tattoo literária!

Postado por Diarios De Leitura - domingo, junho 21, 2015 - com 20 comentários
Oi, gente!

Quero contar para vocês como foi a minha experiência com a primeira tattoo, que inclusive foi literária. A ideia surgiu há uns dois anos, eu queria algo literário e que fosse pequeno, para "testar" como seria fazer uma tatuagem, se doeria muito. A intenção era fazer uma tattoo igual a essa, que é referência de As Crônicas de Nárnia:



Com o desenho escolhido, faltava a tatuadora. Mas nesse estágio eu fiquei muito tempo parada, porque ainda tinha receio, não tinha certeza se era isso mesmo que queria, não conhecia muitos tatuadores e acabei não indo atrás de conhecer. Então, uma amiga querida me indicou a Juliana Chislu e eu comecei a acompanhar o trabalho dela, que é maravilhoso. Me encantei logo de cara e pensei: "tem que ser com ela!". E quando surgiu a oportunidade, eu marquei a data. Na semana que antecedeu a tatuagem, eu fiquei realmente nervosa, pensei em cancelar não sei quantas vezes, tudo porque estava com medo da dor. Eu pensava que era algo muito maior e mais complicado do que realmente é, por isso fiquei na maior neura. Aqui, quero deixar meu agradecimento aos meus amigos e à Ju, que me aguentaram nessa semana de ansiedade/drama total. Esses são alguns trabalhos dela:




Lindos, né? *-*

Chegou o dia, e foi tudo muito melhor do que eu havia imaginado. A Ju foi um amor, ela adaptou o desenho e incluiu mais um elemento na tattoo, que a deixou ainda mais linda. O processo em si durou cerca de meia hora, escolhi fazer no braço e foi super tranquilo, quase não senti (foi muito mais de boa que a vacina que eu tomei no dia anterior hahaha), fiquei conversando com as meninas do estúdio, com a tatuadora e com um amigo que foi junto, na hora que vi, já tinha acabado. Super tranquilo, de verdade.
Então agora, apresento minha primeira tattoo literária: 



Eu fiquei super feliz com o resultado, amo Nárnia, sempre foi um refúgio para mim e eu pude expressar isso de uma forma maravilhosamente linda. A Ju acrescentou a Lúcia ao desenho e ficou muito mais perfeito, a referência fez mais sentido dessa forma. Este é o trecho do livro que menciona essa cena:

"E ela começou a avançar devagar sobre a neve, na direção da luz distante. Dez minutos depois, chegou lá e viu que se tratava de um lampião. O que estaria fazendo um lampião no meio de um bosque? Lúcia pensava no que deveria fazer, quando ouviu uns pulinhos ligeiros e leves que vinham na sua direção. De repente, à luz do lampião, surgiu um tipo muito estranho."
As Crônicas de Nárnia - O leão, a feiticeira e o guarda-roupa.

Agora, depois de ver que o processo é totalmente suportável e o resultado vale muito a pena, tenho planos de fazer mais três tatuagens (por enquanto): uma no outro braço para Harry Potter e outras duas nas panturrilhas, uma em homenagem ao meu avô, que era minha pessoa preferida no mundo e outra para a minha mãe, que eu amo incondicionalmente. Mas tô aceitando sugestões viu gente? hahaha

E esse textão todo, além de ser para mostrar essa belezura que está em mim, é para incentivar vocês que têm vontade de fazer algo e está com medo. Não necessariamente uma tatuagem, mas tudo. Às vezes a gente coloca tanta expectativa negativa em algo por causa do medo e quando acontece, é tipo "ah, é só isso?". Então, vai atrás do que você quer, sem medo de ser feliz, okay? ;)


Beijos e até a próxima!




terça-feira, 9 de junho de 2015

Lançamentos Arqueiro e Sextante - Junho 2015

Postado por Diarios De Leitura - terça-feira, junho 09, 2015 - com 0 comentários
Oi, gente! Tudo bem com vocês? Vamos aos lançamentos do mês das editoras Arqueiro e Sextante.

Reino Animal - Millie Marotta

Deixe sua mente se aventurar pelo reino animal.
A ilustradora Millie Marotta cresceu cercada de plantas e animais. Hoje tra balha num estúdio à beira do mar e encontra inspiração na exuberância da natureza ao seu redor.
Agora você pode personalizar as belas ilustrações de Millie e criar sua própria versão do reino animal. Do besouro em busca dos matizes de suas asas à baleia que espera pelo verde e azul do mar, nestas páginas há um mundo de fauna e flora a descobrir. E você só precisa de lápis, canetas e da sua imaginação.


A felicidade está nas pequenas coisas - Haim Shapira

Muitas pessoas refletiram sobre as questões fundamentais da existência humana. Este livro é uma espécie de viagem ao vale das grandes perguntas. Nele encontraremos sábios e pensadores de todas as fés e de todos as origens: Platão e o Pequeno Príncipe, Wittgenstein e a Alice do País das Maravilhas, Freud e o Ursinho Pooh, além de Nietzsche, Tolstói e o Rei Salomão. De uma forma bem-humorada e inusitada, o autor explora pequenos e grandes mistérios. Por que nos importamos tanto com números? O que faz as mulheres felizes e por que suas respostas surpreendem os homens? Qual o valor da raiva? O que é a felicidade? A meta do livro é instigar, inspirar e iluminar. E o percurso é divertido e cheio de viradas inesperadas.


Eu estive aqui - Gayle Forman

"Eu estive aqui é a mais perfeita mescla de mistério, tragédia e romance. Gayle Forman dá ao leitor um retrato sincero da coragem necessária para continuar vivendo após uma perda devastadora.” – Stephen Chbosky, autor de As vantagens de ser invisível.
Quando sua melhor amiga, Meg, toma um frasco de veneno sozinha num quarto de motel, Cody fica chocada e arrasada. Ela e Meg compartilhavam tudo... Como podia não ter previsto aquilo, como não percebera nenhum sinal? A pedido dos pais de Meg, Cody viaja a Tacoma, onde a amiga fazia faculdade, para reunir seus pertences. Lá, acaba descobrindo muitas coisas que Meg não havia lhe contado. 
Sua maior descoberta ocorre quando recebe dos pais de Meg o notebook da melhor amiga. Vasculhando o computador, Cody dá de cara com um arquivo criptografado, impossível de abrir. Até que um colega nerd consegue desbloqueá-lo... e de repente tudo o que ela pensou que sabia sobre a morte de Meg é posto em dúvida.

Rush sem limites - Abby Glines

Rush merece sua reputação de bad boy. Com seus carros de luxo e sua mansão de três andares à beira-mar, o filho de um famoso astro do rock tem uma fila de garotas a seus pés. No entanto ele precisa apenas de duas pessoas para ser feliz: seu irmão postiço e melhor amigo Grant e sua meia-irmã Nan. Até que Blaire Wynn chega à cidade. A beleza angelical da garota logo chama a atenção de Rush. Mas, por causa de um segredo de família, ele decide manter distância de Blaire. 
Órfã de mãe e abandonada pelo pai, Blaire está sozinha no mundo – porém Rush entende que se aproximar dela pode destruir a vida da irmã, a quem protegeu desde que eram crianças. A relação secreta entre as duas e o ódio que Nan nutre por Blaire são mais do que bons motivos para Rush manter-se afastado. Só que ele não consegue. O desejo fala mais alto.Depois do sucesso da trilogia Sem Limites, Abbi Glines leva os leitores de volta ao início dessa história de amor. Em Rush sem limites, você entrará na mente do bad boy que já conquistou milhões de fãs mundo afora. 


O que eu quero para mim - Lycia Barros

Alice é independente, bem-sucedida
profissionalmente e muito ambiciosa. Além do sucesso no trabalho, tem um namorado que é o sonho de qualquer mulher: lindo, apaixonado, louco para se casar e ter filhos. Mas ela não é qualquer mulher, e acha que a carreira vem antes de tudo. Então, quando Casseano a coloca contra a parede e exige mais espaço em sua vida, os dois entram em um impasse e acabam se separando. Em poucos dias, Alice sente que o fim do relacionamento está sendo mais duro do que esperava. Para piorar, o trabalho entra em crise e sua sócia, preocupada com a saúde da amiga, a obriga a se afastar por um tempo. As férias a ajudarão a arejar a cabeça e voltar mais produtiva.
Com tudo dando errado ao mesmo tempo, Alice aceita a sugestão e compra uma passagem para Londres. Chegando lá, mergulha numa profunda jornada de auto-descobrimento e percebe o que realmente importa para ela.


Predestinadas - Jessica Spotwood

“Predestinadas é uma história inesquecível, cheia de altos e baixos e boas surpresas. Um fim incrível para uma trilogia excepcional.” – Goodreads.
Cate Cahill acabou de ser apagada da memória de Finn, o grande amor de sua vida. A responsável por essa traição foi Maura, uma de suas irmãs, e Cate está certa de que nunca vai conseguir perdoá-la. Enquanto isso, Tess, a caçula, está às voltas com visões cada vez mais assustadoras. Como se não bastasse, a Nova Inglaterra vem sendo tomada por uma febre mortal sem precedentes. Preocupada, Cate quer ajudar a todos, mas é impossível fazer isso sem revelar seus poderes e, assim, aumentar a fúria dos Irmãos da Fraternidade, os implacáveis caçadores de bruxas. Em meio a desavenças com suas aliadas em potencial, Cate terá que se desdobrar para conseguir prestar o auxílio que deseja, proteger Tess e Finn e lutar por uma nova ordem que permita que as bruxas sejam representadas no governo de sua cidade e não precisem mais se esconder.


Três semanas com meu irmão - Nicholas Sparks e Micah Sparks

Nicholas Sparks já vendeu mais de 100 milhões 2015 de livros no mundo. Três semanas com meu irmão é o relato pessoal do autor, escrito em parceria com seu irmão Micah Sparks.
Em janeiro de 2003, Nicholas Sparks e seu irmão, Micah, partiram em uma viagem de três semanas pelo mundo para representar um marco em suas vidas, pois, aos 37 e 38 anos respectivamente, eles eram os únicos membros sobreviventes de sua família.
Com as maravilhas do mundo como pano de fundo e muitas vezes dominados por seus sentimentos, o intrépido Micah e o introspectivo Nicholas relembram as aventuras e traquinagens de sua infância e as tragédias que testaram sua fé. Durante esse processo, ambos aprenderam verdades surpreendentes sobre a perda, o amor e a esperança.
Narrado com irrepreensível humor e rara sensibilidade – e incluindo fotos pessoais –, Três semanas com meu irmão é um lembrete para abraçarmos a vida com todas as suas incertezas e, acima de tudo, valorizar os tempos felizes e as pessoas

Memórias de uma gueixa - Arthur Golden

Relançamento do best-seller Memórias de uma gueixa. Traduzido para mais de 40 países, só nos Estados Unidos e no Canadá, vendeu mais de 6,5 milhões de exemplares. A adaptação para o cinema é vencedora de 29 prêmios, entre eles três Oscars e um Globo de Ouro. Sayuri é uma das gueixas mais famosas de Gion, o principal distrito dessa arte milenar em Kioto. Com um olhar, ela é capaz de seduzir. Com uma dança, ela deixa os homens a seus pés. O que ninguém sabe é que, por trás da gueixa de sucesso, há um passado de perdas e desilusões de uma mulher que, desde o dia em que o pai a vendeu como escrava, fez cada uma de suas escolhas motivada pelo amor ao único homem que lhe estendeu a mão. Neste livro acompanhamos sua transformação enquanto ela deixa para trás a in-
fância no vilarejo pobre e aprende a rigorosa arte de ser uma gueixa. 

Uffa, esse mês está recheado de lançamentos! Eu solicitei Memórias de uma Gueixa e O que eu quero para mim, assim que chegar irei fazer a leitura e depois posto a resenha para vocês :)
Beijinhos, até a próxima!


domingo, 31 de maio de 2015

Resenha #65 - O Sangue do Cordeiro

Postado por Diarios De Leitura - domingo, maio 31, 2015 - com 2 comentários
Título: O Sangue do Cordeiro
Título original: Blood of the Lamb
Autor: Sam Cabot
Editora: Arqueiro 
Páginas: 368

Resenha
O padre Thomas Kelly é um historiador que leciona em Londres e acabou de encontrar uma carta de décadas atrás que o poeta Mario Damiani enviou à sua amiga Margaret, revelando que havia tomado posse de um documento que abalaria a igreja. Quase que no mesmo momento, seu amigo e cardeal Lorenzo Cossa é nomeado arquivista e bibliotecário do Vaticano e pede para que Thomas vá para a Itália ajudá-lo a encontrar uma certa Concordata, desaparecida há séculos e que pode mudar aquilo que conhecemos como verdade soberana.

Livia Pietro foi convocada mais uma vez pelo conclave, grupo que governa os Noantri (seu povo) e foi instruída a encontrar a se aproximar de Thomas para que ele a ajude na busca da Concordata. Após isso, ela deverá matar Jonah, sua antiga paixão que a abandonou para sair em busca da Concordata afim de torná-la pública, o que complicaria as coisas tanto para os inalterados quanto para os Noantri.

O que eles descobrem logo de cara é que Mario Damiani era a resposta para tudo, ele roubou e escondeu a cópia da Concordata e as pistas deixadas são poemas que sempre levam a uma igreja da Itália e em cada uma delas há um novo poema indicando um novo local. E assim se inicia a busca por esse documento tão importante que pode abalar a fé da humanidade.

Basicamente, o conteúdo da Concordata é um acordo entre os Noantri, também conhecidos como vampiros e os inalterados, que somos nós, reles humanos. O acordo é que os Noantri não irão atacar os humanos para se alimentar se o Vaticano se propuser a disponibilizar o sangue dos hospitais para alimentá-los e assim as duas raças poderão viver em paz. Esse documento foi assinado pelo Papa da época e pelo líder dos Noantri. Acontece que, se ele vier a público, todos saberão da existência dos Noantri e tudo poderá ser como antes, quando eles eram caçados e queimados vivos. E é exatamente isso que o conclave quer evitar quando pede para que Lívia a encontre. Já Jonah acredita que o documento deve sim vir à público porque ele se acha de uma raça superior e quer que os humanos o idolatre. E já o padre Lorenzo Cossa quer que Thomas encontre o documento justamente para poder caçar e acabar com esses seres do mal.

Quando solicitei esse livro, confesso que foi porque a sinopse falava que era para adoradores de Dan Brown e Anne Rice, nunca li Dan Brown, já Anne Rice eu adoro, mas confesso que fiquei um pouco decepcionada. Esperava vampiros mais vampiros, se é que vocês me entendem. Mas O Sangue do Cordeiro foi uma grata surpresa. É narrado em terceira pessoa, sempre alternando os pontos de vista dos personagens, que são muitos. E a cada nova pista eu ficava mais curiosa para saber onde diabos Mario Damiani havia escondido essa Concordata. A leitura se tornou um pouco cansativa, acredito que por causa de tantos personagens e tantos detalhes sobre cada um. O final é surpreendente, as últimas vinte páginas foram mais sensacionais que o livro todo. Quando achei que havia acabado, não, ainda tinha mais uma revelação por vir e essa revelação, meus amigos, essa sim abalaria a igreja. É uma pena que se trata de ficção, seria tão legal se fosse real. A realidade às vezes é entediante.






quarta-feira, 27 de maio de 2015

Parceria Belas Letras + Lançamentos + Notícias

Postado por Diarios De Leitura - quarta-feira, maio 27, 2015 - com 2 comentários
Oi, gente! Esse ano está sendo maravilhoso para o blog, fechamos muitas parcerias super bacanas e dessa vez, passamos no recall da Belas Letras, o que foi uma grata surpresa. E para começar com o pé direito, vamos às últimas notícias da editora:

Desvende meu coração
Um livro para pintar, recomeçar e se identificar 



Quem nunca teve um coração quebrado? Mais do que isso: quem nunca desejou recomeçar? É com essa premissa que Dom & Ink (também conhecido por Dominic Evans) apresenta Desvende meu Coração: um livro sobre paixões, separações, períodos de fossa e recomeços. Em suas páginas desafiadoras, o leitor é convidado a xingar – com o maior número de palavrões possíveis – o seu ex; a fazer uma breve lista sobre como arruinamos relacionamentos; e até mesmo escolher o par perfeito (seria a psicopata? o babaca lindo? o carinha da internet? As opções são muitas). 


Lançada próximo ao Dia dos Namorados, a obra promete tornar-se seu melhor amigo quando seu coração estiver estraçalhado e abatido na montanha-russa do amor.


Precisava de você
“Então está aqui tudo o que eu guardei por algum tempo. A partir de agora eu pretendo escrever, desde o começo, a nossa história (se é que eu posso chamar assim). O nosso (des)romance. Acho que a melhor maneira de se livrar de alguma coisa (neste caso, de alguém) é colocando para fora. Então é isso que eu vou fazer. Eu vou te exorcizar de mim. Que droga. Que droga, Gabriel Vegas. Eu gostava de você pra caramba.” 



Esqueça todo e qualquer romance que você já leu até hoje. Precisava de Você é um (des)romance narrado por Lola, (mais) uma garota de coração quebrado. Após o seu breve – porém intenso – romance com Gabriel Vegas, ela decide esquecê-lo escrevendo todas as suas memórias em um caderno velho, do primeiro ao último dia. E, aos poucos, ela descobre que podemos precisar de alguém de diferentes modos.


Panelaterapia
Lançamento reúne amigos, entidade social e familiares 



Na última semana, a cozinheira e blogueira Tatiana Romano lançou o seu livro, Panelaterapia, em Presidente Prudente (São Paulo). "Foi muito especial, não só por ser minha cidade natal, onde passei a maior parte da minha vida, mas porque estavam todos os meus amigos, além dos leitores queridos que eu só tinha contato pelo blog ou redes sociais", conta Tati. O momento também foi de agradecimento. Integrantes do projeto TTerê Acolher, uma residência inclusiva para jovens e adultos com deficiência, em situação de dependência, que não dispõem de condições de autossustentabilidade ou que não possuem amparo familiar, marcaram presença para retribuir a ajuda de Tatiana, que criou um meio para angariar fundos à entidade.

Em parceria com a editora, vamos receber os livros Desvende Meu Coração e Precisava de Você, logo tem resenha deles por aqui, fique ligado ;)
Beijos e até a próxima!