domingo, 27 de julho de 2014

Resenha #53 - Esposa 22

Postado por Diarios De Leitura - domingo, julho 27, 2014 - com 11 comentários

Ficha Técnica

Título: Esposa 22
Título original: Wife 22
Autor: Melanie Gideon
Editora: Intrínseca
Ano: 2012
ISBN: 9788580572414
Páginas: 400


Resenha

Alice Buckle está prestes a completar 45 anos, idade com a qual sua mãe morreu. Seu casamento vai de mal a pior, ela acha que seu filho, Peter, de 12 anos é homossexual e que sua filha, Zoe, de 15 anos tem transtorno alimentar. Para fechar, ela trabalha numa escola como professora de teatro, mas seu sonho é ser autora de peças teatrais. 

William, seu marido, é um bom homem, mas os dois se distanciaram tanto que não passam de dois estranhos vivendo sob o mesmo teto. Quase não conversam e ficam constrangidos quando tem que passar muito tempo juntos.

Por esse motivo, Alice aceita participar de uma pesquisa online sobre casamento, mas ela mantem tudo em segredo. Ela é a Esposa 22 e quem envia as perguntas para que ela responda é o Pesquisador 101. O anonimato faz com que Alice abra verdadeiramente seu coração e cada resposta é um alívio, uma terapia. Ela revela coisas sobre a intimidade de seu casamento, conta como se conheceram e como eram apaixonados. 

Inicialmente, o contato entre Alice e o Pesquisador 101 era apenas a propósito da pesquisa, mas com o passar do tempo, ele também começou a se abrir, os dois viram que tinham muita coisa em comum e começam a flertar e a conversar diariamente pelo Facebook, claro que ambos com perfil falso. Uma confusão de sentimentos a atinge e faz com que fique perdida em alguns momentos. Agora ela tem que refletir bem e ver o que sente pelo seu marido e pelo pesquisador para dar um rumo novo à sua vida.

Esposa 22  é um livro agradabilíssimo, que me surpreendeu de maneira muito positiva. Alice é divertida e sonha ainda em escrever uma peça de sucesso, mas sua estreia desastrosa a fez desistir. É muito legal ver o relacionamento que ela tem com seus alunos e com os pais deles. A narrativa flui muito bem, o livro é narrado em primeira pessoa e em muitas partes tem o formato de e-mails, posts do Facebook (Alice é viciada na rede) e questionário.

William é publicitário, ele e Alice trabalharam juntos em uma agência de publicidade, mas ela abandonou a área para fazer o que gostava. Já William se manteve e me fez pensar que esse não é primeiro livro que leio onde há um publicitário no relacionamento e esse relacionamento está desmoronando. Será um sinal? Espero que não, afinal publicitários são muuuito legais! haha Isso só fez com que eu gostasse mais ainda do livro, já que sou uma publicitária apaixonada pela profissão.

Preciso destacar aqui a melhor amiga de Alice, Nedra, que é super companheira. Nedra mora com sua namorada Kate há anos e tem um filho, Jason, que é apaixonado por Zoe, filha de Alice. Eu achei lindo como a autora retratou essa família, sem preconceitos e rompendo barreiras como a de ter um filho. Em um determinado momento, Jason comenta que ele é privilegiado porque tem duas mães. Tiro o meu chapéu para a autora.

Mais ou menos na metade do livro, eu já havia previsto o final, mas mesmo assim foi uma leitura muito boa, que valeu a pena. Recomendo esse chick-lit à todos, vocês vão rir e se emocionar.





Categorias: ,

11 comentários:

  1. Oi
    Tudo bem?
    Eu tenho esse livro a um tempinho mas ainda não li, porém, tenho grandes expectativas sobre ele, ainda mais depois dessa resenha haha
    Esta muito legal. Adorei
    Beijooos
    Participa la da promoção http://realityofbooks.blogspot.com.br/2014/07/resenha-premiada-o-jogo-perfeito-j.html

    ResponderExcluir
  2. Hmm deu vontade de ler. Sabe se tem em PDF?
    Visite meu blog
    www.sabrinadalmolin.com

    retribuo comentários! bjs

    ResponderExcluir
  3. Parece bom!
    http://eucurtoliteratura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Eu também achei o final previsível, talvez por isso não tenha curtido tanto. Mandei pra minha mãe ler, e ela gostou, então acho que o problema sou eu mesmo. Rs
    Comprei no impulso, numa promoção do submarino, por causa da capa. Hehehe
    Beijinhos!
    Giulia - prazermechamolivro.com

    ResponderExcluir
  5. Ola Rayssa a sinopse me chamou a atenção e por sua resenha me parece um livro e gostoso de ler . Vou ler há tempos que havia visto porém com tantos livros alguns acabam ficando lá atrás , sua resenha me fez querer ler e saber esse final previsível rs.

    beijos

    Joyce

    ResponderExcluir
  6. Esse livro estava muito barato, quase comprei, mas o frete me desanimou haha
    Sempre tive curiosidade, mas mantive um pé atrás, mas agora, fiquei bem ansiosa pra ler. Ainda mais porque não sabia da história dos personagens coadjuvantes.
    Vou colocar na minha listinha, e dessa vez, não tem frete que me segure hehe
    Beijos,
    Yasmin
    deitadosnagrama.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oie Rayssa
    Eu sempre vejo esse livro em promoção no submarino/saraiva, mas nunca dei muita atenção, após ler sua resenha eu gostei da premissa do livro e vou aproveitar para comprar na Bienal de São Paulo.

    Beijos,
    Jéssica
    www.leitorasempre.com

    ResponderExcluir
  8. Oiii!!! Não conhecia o livro ainda e não é bem o meu estilo. Ainda mais se o final é previsível. hehhehe. Eu gosto de fins que sejam surpreendentes. :) Mas parece ser uma história que quebra preconceitos e tabus. isso eu gostei. Abraços
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Esse livro também me surpreendeu de uma forma muito positiva. Li sem expectativas e acabei gostando demais. Também ri e me emocionei.

    Ah! Achei legal saber que você é uma publicitária apaixonada pela profissão, eu sou uma que largou e não se arrepende nem um pouquinho... hehe...

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  10. Ei, tudo bom?
    Eu tenho esse livro, já li e adorei. Lembro que comprei só porque estava na promoção e me surpreendi. Adorei o seu blog também, não lembrava que eu seguia :p
    Beijos
    http://itsmeflavia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oi Amada!
    Parece ser um livro muito gostoso de ler e aborda temas bem polêmicos, pelo que percebi o trastorno alimentar, a opção sexual e aceitação na família.
    Curiosa e ótima resenha!
    Um grande Beijo!
    Paulinha Juliana - Overdose Literária!

    ResponderExcluir