terça-feira, 8 de julho de 2014

Resenha #52 - Cidades de Papel

Postado por Diarios De Leitura - terça-feira, julho 08, 2014 - com 15 comentários
Ficha Técnica

Título: Cidades de Papel
Título original: Paper Towns
Autor: John Green
Editora: Intrínseca
Ano: 2013
ISBN: 9788580573749
Páginas: 366


Resenha

Cidades de Papel foi o segundo livro que li de John Green, o primeiro foi A Culpa é Das Estrelas, que eu gosto muito. 

Quentin é um garoto que está no último ano da escola e é apaixonado pela sua vizinha Margo desde criança. Antigamente, costumavam brincar muito no parque do condomínio onde moram, e um dia encontraram um homem morto. Margo havia dito a Quentin que os fios dele tinham se arrebentado e por isso morreu e isso ficou gravado na mente de Quentin por muito tempo.  Os dois cresceram e as coisas mudaram, cada um fez sua turma de amigos e acabaram se distanciando. Por isso ele fica muito surpreso quando, numa noite, Margo aparece em sua janela convidando-o para uma aventura e claro, ele aceita.

Essa aventura é na verdade uma vingança de Margo, ela deixa algo “especial” para cada um dos “amigos” que a magoaram, a começar pelo namorado Jase que a estava traindo com sua grande amiga Becca. Por fim, é a vez de Q escolher uma pessoa para se vingar e ele escolhe Chuck, o fortão da escola que pratica bullying com todo mundo, inclusive com Q e seus amigos Ben e Radar. Depois disso, os dois invadem o SeaWorld e terminam a noite olhando o céu. 

No dia seguinte, Margo some. Mas isso não é novidade, ela já havia fugido de casa antes, a maioria das pessoas acredita que ela só quer chamar a atenção. Q não acredita nisso. Nas outras vezes que fugiu, Margo deixou pistas que indicavam onde ela estava e dessa vez não foi diferente, porém as pistas eram para que Q a encontrasse e assim começa sua busca por Margo.

A trama do livro é bastante envolvente, a narrativa é muito fluida e é possível perceber o estilo John Green de escrever, principalmente nos personagens, que são nerds. O meio da trama foi um pouco cansativo porque não acontecia muita coisa, mas depois melhorou e a aventura de verdade foi sensacional. É um livro muito reflexivo, que nos mostra que pessoas são apenas pessoas. Muitas vezes "endeusamos" alguém, achamos fulano perfeito, mas no final, são pessoas como todo mundo, cada uma com suas qualidades e defeitos.

Eu me identifiquei demais com a Margo. Eu sempre tive vontade de fugir pelos mesmos motivos que ela sempre fugiu. Nem tenho palavras para expressar o quanto meus pensamentos são parecidos com os dela, inclusive acredito que são questionamentos super válidos. Recomendo bastante para todo mundo, esse livro vai mudar um pouco sua perspectiva de mundo. 

Só para constar, são histórias com temas totalmente diferentes, mas ainda prefiro A Culpa é das Estrelas.




Categorias: ,

15 comentários:

  1. Olá, li apenas um livro do Jonh Green, que foi A Culpa é das Estrelas, o próximo livro dele que quero ler é Quem é você, Alasca? Gostei da sua resenha, parabéns.
    Beijos

    Estou esperando o seu comentário lá no blog.
    http://www.marcasliterarias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Olá
    Tudo bem ?
    Cidades de papel é lindo, o segundo melhor do autor até agora que li haha e espero ler todos, fiquei tão feliz quando soube que viraria filme e ja estou super ansiosa, espero que seja tao bom quanto A Culpa é das estrelas haha.
    Adorei a resenha.

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/2014/07/caixa-de-correio-14-e-resultado-da.html

    ResponderExcluir
  3. Depois de ACEDE eu li Teorema e já senti diferença, porque foi bem mais nerd e menos romântico. Cidades eu não gostei. Demorei à beça pra terminar, não me senti envolvida pela leitura. Agora quero ler Alasca. Mas uma coisa não muda nos livros do tio João: sempre tem um nerd e sempre tem uma história de amor.
    Beijinhos!
    Giulia - Prazer, me chamo Livro

    ResponderExcluir
  4. Oi,

    Amo ACEDE e ainda não tive a oportunidade de ler mais nenhum livro do John, já ouvi muitas pessoas falando que preferiram ACEDE do que Cidades de Papel, mas como você falou são historias completamente diferentes, e cada uma tem uma forma de mudar a gente então, é melhor não comprarmos as historias.

    Mayla

    ResponderExcluir
  5. Olá Rayssa,

    Eu sempre quis ler este livro, mas não o comprei por achar que era mais um daqueles livros que fazem alguns leitores como eu chorar muito e se entristecer demais, entretanto, lendo sua resenha não me parece que isto vá ocorrer, o que é bom para mim. Gostei da suas colocações de que é uma história que nos leva a refletir e promover mudança na nossa visão de mundo.
    Então, vamos colocar na lista de livros desejados.

    Bjs
    Tânia Bueno
    http://facesdaleiturataniabueno.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Adorei a sua resenha. Até agora só li ACEDE Jonh Green e achei linda a história. Todos falam muito bem dos livros dele e fiquei intrigada com a sua resenha. Quero saber qual o motivo de Margo está fugindo.
    Beijinhos!
    www.eraumavezolivro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Achei bem legal esse livro ter o poder de mudar um pouco a perspectiva do leitor sobre o mundo. Meu primeiro livro do John Green foi A culpa é das estrelas também, ainda não sei qual será o próximo, mas saí comprando todos de tanto que gostei! =)

    Se eu pudesse já estaria lendo Cidades de Papel e os outros também! hehe... Mas eles tiveram que entrar na fila do que não é de parceria e aí a coisa ficou feia... rs... Estou super curiosa para saber o que vou achar. Se depender das opiniões que vejo por aí, também vou preferir A Culpa é das Estrelas.

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  8. Oi Rayssa, tudo bem?
    Essa capa e o título do livro chamam bastante atenção, eu fiquei curiosa. Durante sua resenha fui pensando, é verdade, nós idealizamos as pessoas, sempre esperamos que elas pensem e ajam como nós o fazemos. Infelizmente não é assim, será essa a justificativa do título, a imagem que temos das pessoas é frágil como uma folha de papel??? Tudo pode desmoronar a qualquer momento como um castelo de cartas???
    Gostei muito da premissa do livro, sua resenha despertou meu interesse.
    beijinhos.
    cila-leitora voraz
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Olá
    Eu até agora só li ACEDE do autor e sou apaixonada pela história, ganhei esse livro e ainda não tive a oportunidade de ler e achei bacana a mensagem que o autor passou, de que não podemos idealizar ninguém e nem esperar delas as mesas coisas que faríamos.
    ótima resenha

    Beijos

    As Leituras da Mila

    ResponderExcluir
  10. Oieee, o único livro do autor que eu já tive a oportunidade de ler foi o Will & Will que o John escreveu junto com o David, e amei do começo ao fim. Ainda não tive a oportunidade de ler nenhum livro próprio do autor, porém quero ler A Culpa é das Estrelas, eu ia ler semana passada para depois assistir ao filme nos cinemas, porém aqui na minha cidade o cinema resolveu não trazer o filme, fiquei com raiva e não li o livro kkkkkk, mas quero ler em breve rsrs. Sobre Cidade de Papel já ouvi várias criticas positivas e algumas negativas sobre a obra, gosto da capa e acho que iria gostar da leitura rsrs. Abraços.

    ResponderExcluir
  11. Olá Tudo bem???
    Eu comprei esse livro simplesmente por causa do titulo... claro que um pouco também pelo o autor... quando eu o comprei ainda não tinha lido a culpa é das estrelas... por isso não vou com muita expectativas sobre ele. A premissa da história chama um pouco a minha atenção... espero poder gostar dele um pouco mais do que a culpa é das estrelas porque por mais que eu tenha me emocionado, eu fiquei totalmente frustrada... Xero!!

    ResponderExcluir
  12. Oi, Ray!! Como vai?
    Estou para ler Cidades de Papel desde outubro do ano passado, porém ainda não pude. Nunca tinha lido uma resenha bem explicativa do livro e, pela sua, creio que vou gostar *u* Já li A Culpa é das Estrelas, também, e gostei bastante. Acho bem legal um autor não ficar preso a apenas um gênero; deve ser divertido ler uma aventura escrita por Green, e as personagens parecem ser fofas. Espero que seja bom!
    Beijinhos,
    Karol.
    http://heykarol.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oi Rayssa,

    adorei sua resenha, a forma como você contou a história. Mas você acredita que eu ainda não criei coragem para ler os livros do Green? estou com três aqui em casa emprestados e nada, rsrsrssrsrsrsr.

    Beijos,

    --
    Priscila Yume
    http://yumeeoslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Ola tudo bem ?
    Bom vou confessar que queria muito ler esse livro, mas não sabia que a história tinha um toque tão misterioso, gostei da temática e gostei da resenha. A escrita do John Green é muito boa e eu gostaria de poder ler Cidades de Papel esse ano ainda.
    Beijos, Carlos.

    http://blogchuvadeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Eu o Tio John!! Ainda não li esse, emu preferido também é a Culpa é das estrelas! Mas espero ler esse e acompanhar a história! A escrita dele é maravilhosa!
    Parabéns pela resenha!
    Beijos

    ResponderExcluir