domingo, 20 de abril de 2014

Resenha #48 - Zon: O Rei do Nada

Postado por Diarios De Leitura - domingo, abril 20, 2014 - com 13 comentários
Ficha Técnica

Titulo: Zon: O Rei do Nada
Autor: Andrei Simões
Desenho: Lupe Vasconcelos
ISBN: 978-85-67191-00-3
Páginas: 240
Ano: 2013
Editora: Empíreo

Resenha

Primeiramente gostaríamos de agradecer a Editora Empireo pelo envio desse exemplar, foi uma ótima surpresa recebê-lo em nossa caixa de correio para ler e avaliar esse livro. Muito obrigado!

Como explicar Zon e toda a complexidade que esse livro pode se tornar nas mãos daqueles que o leem? Zon possui uma vida comum e corriqueira, é um homem de meia-idade e tem a rotina de professor em suas costas, até que uma manhã tão familiar quanto as outras antepassadas, ele se observa em seu espelho e seu reflexo lhe responde, então Zon descobre que sua existência não passa da imaginação e das palavras em um papel da mente de um escritor.

Com este novo "paradoxo" (o autor usa constantemente esse termo no livro) Zon começa a pensar e dialogar com si próprio sobre sua existência, quais são os limites dela, já que ele não é um ser material, qual o limite de sua mente e até onde ele pode chegar. Com isso em duvida, Zon voa, Zon viaja pelas mentes dos "Aqueles que Leem", Zon enfrenta seres místicos, Zon enfrenta seu próprio autor, Zon se torna ZON.


Zon foi uma experiência de leitura inesperada, o livro possui um linguajar bem peculiar, poesia, filosofia e fantasia. A narração possui uma variação de leitura, em certos momentos estamos em uma leitura contínua, em outro o autor pede mais rapidez para nos sentirmos como o personagem, viajando por mentes e em outros somos jogados para dissertações com Zon.

O enredo prende pelos diversos pontos de vista apresentados, viajamos pelo inconsciente humano, os vários personagens que conhecemos, as situações apresentadas, os diversos olhares que surgem ao observarmos nossa realidade pela dúvidas plantadas por Zon e seus passeios pelas mentes alheias, no final todos os pontos se ligam.

No começo de cada capitulo há uma ilustração que representa o que será apresentado, em seguida a imagem aparece com coloração negativa, acredito que para demonstrar a ascensão da mente de Zon. Todos os desenhos são em preto e branco e muito bem executados, muitos detalhados e os contrates simples do preto e branco fazem um desenho complexo.


Zon é uma leitura difícil de se descrever e resenhar, todas as viagens e experiências nele passadas são algo que ao mesmo tempo que foge do ser humano, ele lhe traz uma carga de sentimentos e pensamentos que lhe faz repensar pontos da realidade a sua volta.

Toda a diagramação e acabamento fazem deste livro uma obra de arte, uma leitura que vai fazer os mais acomodados se remexerem em seus assentos e lhe fazer lembrar de Zon por um bom tempo.



Categorias: ,

13 comentários:

  1. Confesso que achei essa história bem confusa. Creio que deve ser daqueles livros que devem ser lidos com calma, pois trás muitas reflexões interessantes. Às vezes gosto de me aventurar em páginas como essas. Se tiver oportunidade, lerei.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  2. Na boa, meu cérebro já deu um nó só de ler a resenha, quem dirá ler o livro. Esse é o tipo de leitura que a minha ex professora maluquinha de sociologia ia gostar de ler. Quando a história começa a "fugir" da realidade - não como Alice no país das Maravilhas, Alice da pra entender - pra mim ela fica totalmente sem nexo, totalmente sem rumo e sem sentido terminar de ler algo assim. Bom, ZON não será um livro que vou ler.. Não curtir, mas admiro sua resenha, deve ter sido difícil escrever algo que é complicado de explicar.

    Me faz uma visita http://milleguas.blogspot.com

    http://facebook.com.br/milleguas

    ResponderExcluir
  3. Gosto muito de suas resenhas... Embora, sejam de livros que, se passe na frente da livraria não compraria... Mas a ler suas resenhas, desejo conhecer a história e o livro mais afundo! Parabéns pela parceria com a editora!!!

    Beijos
    Ária books
    http://www.ariabooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. pelo visto o livro é bem legal.
    http://ler-e-ser-feliz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Adorei sua resenha, você escreve muito bem! Acredita que eu ainda não tinha lido resenha nenhuma sobre este livro ainda? Nem ouvido falar, mas adorei.Confesso que as imagens são um pouco tenebrosas, rs.
    Beijos <3

    ResponderExcluir
  6. Adorei a resenha e esse livro parece ser daqueles que precisa d tempo para ser lido, para não perde nada.... Parabéns

    http://lendoferozmente.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oiee =)
    primeira vez que leio a respeito do livro, sinceramente acredito que seja um livro que eu não irei ler, não por preconceito, mas por mesmo mesmo, sou medrosa até na leitura, mesmo o livro não sendo propriamente terror, eu sou medrosa demais. Mas gostei de sabe que o livro tem uma linguagem peculiar e que te envolveu.
    Beliscões da Máh <3
    Cantinho da Máh | @Maaria_Silvana

    ResponderExcluir
  8. Ainda não tinha visto esse livro! Ele parece ser muito bom, fiquei curiosa pra ler depois dessa resenha hahah O nome me lembrou a música que passa no filme "imaginem só" hahah
    Já estou seguindo, adorei tudo! ♥
    Um suuper beijo <3
    docesexpressoes.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oi Ricardo. Nunca tinha visto esse livro antes! Achei o enredo muito bem montado, parece ser um livro muuuito interessante! Gostei bastante da resenha, apesar de vc dizer que é um livro difícil de resenhar (sei mt bem como é ahaha)

    Beijos
    Débora - Clube das 6
    http://www.clubedas6.com.br

    ResponderExcluir
  10. Oi Ricardo, tudo bem?
    O livro parece realmente ser daqueles que confundem bastante e que devem ser lidos com bastante calma, para que nós possamos aproveitar bem a leitura e tirar dela tudo que for necessário. Apesar de ser aparentemente uma leitura difícil você parecer ter captado tudo muito bem pelo que vejo em sua resenha!
    Fiquei bem curiosa com o livro.

    Abraços!
    http://justonemomentt.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oi Ray e Ricardo!
    Poxa, esse livro eu leria com certeza! Adoro esse tipo de história que envolve dramas psíquicos :) E acho que é o que mais vou encontrar lendo Zon. Parece ser uma leitura instigante e sempre que leio um livro tento traçar um paralelo com minha própria vida. Afinal, não seríamos todos 'Reis do Nada'. Enxergamos tudo o que nossa mente nos permite enxergar, então temos uma compreensão do mundo parecida com a de Zon. Não controlamos nosso destino ou as coisas que acontecem em nossas vidas, como se alguém nos tivesse criado e conduzisse nossa história (e dependendo da crença é assim mesmo, rs). Adorei, vou procurar o livro! Resenha incrível!

    Beijos
    Mari Siqueira
    http://loveloversblog.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. As ilustrações são lindas, Ricardo.
    Parabéns pela resenha tão bem feita. A editora está de parabéns com essa obra.
    M&N | Desbrava(dores) de livros

    ResponderExcluir
  13. Cara esse livro parece ser uma locura..ksksk.
    Fiquei realmente curioso para saber mais, foi uma ótima resenha, mas ainda fico com certa dúvida se vou conseguir ler até o fim o me perder nas viagens de Zon..ks

    Abraços!!
    http://macaliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir