terça-feira, 30 de julho de 2013

Resenha #7 - Coisas Frágeis

Postado por Diarios De Leitura - terça-feira, julho 30, 2013 - com 1 comentário


Ficha técnica

Título: Coisas Frágeis

Título Original: Fragile Things

Autor: Neil Gaiman
ISBN: 9788576164449
Páginas: 200
Ano: 2010
Tradutor: Michele de Aguiar Vartuli
Editora: Conrad do Brasil








Resenha

Temos em mãos não apenas uma história, mas sim uma coletânea de contos inusitados de um dos maiores autores contemporâneos da atualidade, o inglês Neil Gaiman. Ele nos traz situações muito bem colocadas.

Como grande parte dos textos de Gaiman, temos uma junção da realidade com a fantasia de uma maneira sutil, mas claramente perceptiva devido aos desfechos para os quais os contos caminham. Por exemplo, temos “O problema de Susan”, uma estória de uma pequena menina que visita uma senhora em sua velha casa, lá ela descobre um pouco mais do passado e no final da visita é revelado que está mulher fez parte de uma grande aventura fantástica.

Outros contos nos apresentam situações impares como o conto “Como Conversar com Garotas em Festas” que ilustra um garoto que está se dirigindo para uma festa de escola com um de seus amigos, lá eles se separam e nosso personagem encontra e conversa com uma garota peculiar, com assuntos astronômicos e outros assuntos que se vê perdido, com novamente um final inesperado.

Mesmo os contos não sendo grandes, a narrativa vêm construindo vários detalhes para um encaixe “redondo” com o final, mesmo sendo ele uma surpresa, ao relembrar a estória todas as dicas estavam lá. Gaiman encaixa palavras de uma maneira fluída, trazendo o máximo do cotidiano para a fantasia, seja com diálogos que qualquer um teria com outra pessoa, até as situações de entrevistas de empregos, mas sempre com aquele toque não lhe permite desgrudar os olhos do livro.

Todas as estórias são encantadoras, cada uma a sua maneira, a fantasia flui muito bem junto à narrativa e aos personagens, mesmo tendo tão pouco tempo com eles e suas situações, um laço é criado pelo fato do cotidiano ter ficado em cada vírgula.




Boa Leitura.


Categorias: ,

Um comentário:

  1. Eu também li, gostei do livro, tem contos estranhos mas é bom. Lembro que quando eu li, achei o livro em geral triste... Espero encontrar o segundo volume logo.

    ResponderExcluir