quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

E, finalmente, eu li #2 - O Pequeno Príncipe

Postado por Diarios De Leitura - quarta-feira, janeiro 22, 2014 - com 26 comentários
Olá pessoal, tudo bem? Vocês devem estar se perguntando qual o sentido desta nova linha de artigos que nosso blog começou a fazer né? Pois bem, eu irei explicar. Nós decidimos fazer o "E, finalmente, eu li..." para descrever alguns livros que quase todo mundo tinha lido, menos nós. Mas serão livros que nos causaram impressões muito fortes (positivas ou negativas) e gostaríamos de expressar nossas opiniões sem nos prendermos na parte mais técnica que uma resenha exige. Por essas e outras, aqui nós podemos relatar todo o foco sentimental e experiência de leitura que o devido exemplar nos causou. O primeiro quadro aqui foi da Rayssa comentando sua experiencia ao ler Harry Potter e hoje vou contar da minha infelicidade ao terminar de ler "O Pequeno Príncipe". 

Esse artigo contem SPOILERS

Eu já ouvi falar muito deste livro, sempre comentando o quanto ele era bom, que trazia uma visão nova do mundo, e coisa e tal. Eu comprei uma versão econômica que estava em promoção na internet, li o livro em uma noite, a leitura é simples e fácil, as ilustrações são amigáveis e atraem o leitor. Começamos com a apresentação do autor, de um pouco de sua vida, e em seguida vamos para como o escritor conheceu o personagem que dá nome à obra. O narrador, que era um aviador, se vê perdido em um deserto o qual ele deve que pousar devido a uma pane em seu avião. Em uma situação um tanto quanto de risco para sua sobrevivência, me aparece de lugar nenhum um pequeno menino com boas vestes e um comportamento muito irritante.

Simplesmente odeio personagens teimosos, tive alguns problemas para ler "Alice no pais das Maravilhas" mas esse "moleque" me irritou muito mais. Simplesmente me coloquei na pele do aviador, eu estava numa situação crítica, sem um bom abrigo, perdido em uma área que desconheço e um garoto em situações melhores ignora minhas perguntas e pedidos de ajuda para ficar repetindo que deseja um reles desenho de um carneiro. Tudo bem, o aviador era gente boa e faz o carneiro para o "príncipe" (que ainda recebe críticas), e assim ele explica um pouco mais de sua morada, o pequeno planeta com a rosa que ele mora. No final o aviador se salva, o menino some e tudo fica bem.

A parte que mais me agradou do livro é a da raposa, aqui temos um dialogo bem montado, um contexto mais apropriado a contos de fada (animais falantes) e temos todo um diálogo ligado a sentimentos. Não tenho reclamação nenhuma disto e acho que o livro todo poderia ser apenas essa parte, muito mais condizente com uma literatura infantil. A descrição do jardim de rosas também é muito boa, exemplificando toda a conversa do garoto com a raposa.


Os problemas retornam quando críticas sociais são feitas, temos a parte em que o pequeno príncipe começa a viajar por outros planetas e ali ele contras algumas figuras que ele juga como "erradas" e que não entende suas maneiras de pensar. Vou destacar primeiramente o Rei, em que diz que todos devem lhe obedecer e que ele é dono e tudo. O pequeno príncipe lhe contradiz perguntando quem é que o nomeou rei de alguma coisa, mas a mesma pergunta se aplica ao pequeno príncipe, poxa vida, você mora sozinho em um punhado de terra no meio do nada e se diz príncipe de alguma coisa? 


E temos a parte do contador, em que diz que ele possui muito dinheiro e é muito rico, mas são em números e não em coisas, o empresário é outra figura que possui várias estrelas mas não pode tocar nelas, ok, eu entendi a sua critica sobre o sistema financeiro, em que as pessoas devem se preocupar mais com o que elas tem e não com números, células ou moedas, muito bom, mas ela não é viável para os dias atuais, quer um exemplo? Vou ali no aeroporto trocar cinco caminhões de milho pela passagem da minha viagem de férias para os EUA.


Eu ouvi respostas de amigos sobre a minha opinião ao livro como: "Você tem que ver o livro como uma criança veria", "você tem que se posicionar na época que o livro foi escrito", "é um livro filosófico, não leva tão a sério". Vamos pela ordem, se eu me colocar na cabeça de uma criança, mesmo de uma que goste de ler, essa história não me agradaria, criança não quer saber de filosofia em sola de sapato, ela quer algo mais dinâmico. Mesmo nos colocando na época da escrita do livro, a personagem principal continua muito irritante, e as criticas continuam sem muita aplicabilidade. Ser um livro filosófico eu aceito, mas não um livro infantil.

Um dos livros que eu achei que seria uma ótima leitura, se tornou um pesadelo, eu repenso nesse livro constantemente, será que eu sou o problema? Não consegui ver nas entrelinhas e entender todo o significado ali escondido? Quanto mais eu penso em todos os pontos que o livro me aponta, parece que minha opinião sobre ele se reforça cada vez mais. Foi uma grande decepção, por tal motivo era melhor não resenhá-lo, ainda nutro alguma raiva por ele, talvez uma outra pessoa não tão movida pelo sentimento que estou possa fazer uma resenha mais focada na parte técnica ou que tenha entendido melhor o livro do que eu.

Uma boa leitura.






26 comentários:

  1. Eu já li o livro, e li bem rápido também. Já eu achei até legal, não um ótimo livro que eu recomendo para todo mundo ler, mas eu achei um livro relativamente bom, e, assim como você, eu também esperava mais.

    verbalismos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Ainda não li esse livro e me sinta completamente envergonhado por ainda não ter lido. Quero muito ler esse livro por que todo mundo fala muito bem do livro. Eu nunca vi ninguém falando mal dele é incrível. Espero ler em breve.
    Abraços
    Clovis - Books Of Seasons
    http://booksofseasons.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Poxa, eu também nunca li esse livro, mas depois de uma palestra na faculdade sobre ele, fiquei super empolgada e comprei. Por ser uma leitura mais reflexiva, estou adiando um pouco. Mas acho que no próximo mês tiro ele da estante hehe. Que legal a ideia da coluna, às vezes a gente fica meio sem graça de ler tanto e nunca ter lido um livro desses. Mas sempre é tempo de conhecer uma história genial como essa :)
    Eu acho que vou gostar, gosto de mensagens subliminares e significados nas entrelinhas. Às vezes um livro não requer entendimento, mas sim criatividade. Não desanime por não ter gostado. Leia em outro dia, outro mês. Quem sabe não gostas :)

    Mari Siqueira
    http://loveloversblog.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Oiie! Eu comecei a ler esse livro e não consegui terminar tmbm... Admiro quem conseguiu lê-lo... Creio que a história seja boa, porem, precisa que vc leia devagar, repensando na situação que o príncipe está passando...

    Beijos
    Ariana Silva
    http://ariabooks.blogspot.com.br/
    https://www.facebook.com/ariabooks

    ResponderExcluir
  5. Oi Ricardo!
    Adorei a ideia da coluna, atire a primeira pedra quem nunca leu um livro que todo mundo leu =DD
    E tem mais ... rsrs não gostar do tal livro =D talvez pela expectativa nas alturas.
    Eu gostei muito de O Pequeno Príncipe, principalmente pela simplicidade dele.
    Ação não é o forte do livro, e concordo que mesmo levando em consideração que foi escrito há 70 anos num outro contexto :) o livro é sim reflexivo e filosófico, mas não exatamente infantil.
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. E eu pensando que só eu não tinha lido esse livro ainda. Haha
    Vejo que não estou só ;)
    Apesar de ser louca pra lê-lo ainda não tive a oportunidade, até porque este não é um livro que está na minha lista de prioridade, porém ainda quero ter a oportunidade um dia quem sabe.
    Bjokas!

    ResponderExcluir
  7. to querendo muito comprar pra ler
    linda noite
    http://sermamaepelasegundavez.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi Ricardo,
    fiquei chocada! rsrs. Brincadeiras a parte. Li O Pequeno Principe quando criança e adorei. Quando li seu ponto de vista, me senti uma criança estranha. rsrs. Gosto muito desse livro. Mas concordo com vc que não é um livro infantil, como Alice, outro livro preferido, também não o é. O que mais amo em clássicos é que sempre encontra-se algo novo. Portanto, espero que vc dê uma segunda chance, quando estiver mais velho. Quem sabe, vc descubra outras coisas? Acho que a leitura que fazemos das obras tem relação com o momento em que estamos vivendo. Por isso sempre releio. Mas adorei seu texto. Vc me parece ser bem inteligente! E não acho que seja um problema com vc... Beijos!
    www.viagensesquizofrenicasalua.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Nem acredito que ainda não li esse livro!
    Acho que não vou gostar... mas e se eu gostar?! Ih... é melhor eu ler (risos).
    Adorei o post, muito bem escrito.
    Estou adorando seu blog.
    Beijos sua linda.
    Gaby
    http://umaleitoravoraz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Eu já li O Pequeno Príncipe várias vezes e não me canso, estou sempre relendo. E cada vez que eu leio, descubro coisas diferentes.
    Mas conheço pessoas que, assim como você, também não gostaram. Talvez se você reler em um outro momento, tenha uma visão diferente sobre ele. =)
    Parabéns pelo texto, muito bem escrito.
    Beijos

    Li
    literalizandosonhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. EI VOCÊ NÃO TÁ SOZINHO! Eu li esse livro ano passado e não vi nada de especial nele. Todo mundo fala que foi um livro que mudou a vida, que mudou as perspectivas, que a cada leitura tudo muda, blablabla, mas eu não vi nada demais nele mesmo. Foi difícil de ler. Também achei que o problema era comigo, mas na real acho que não é nosso tipo de livro.

    :)

    Bjs

    Raquel
    www.pipocamusical.com.br

    ResponderExcluir
  12. Olá

    Este livro eu sempre tive curiosidade em ler porque muito se falava dele e tal'z, parabéns pela resenha!
    Vou acompanhar este novo blog, pois há livros assim como O Pequeno Príncipe, q muito se fala e não há tempo para se ler todos, parabéns pela ideia.
    Obrigada pela visita no meu blog =)

    Beijos =)

    *Pathy*
    http://pathysmania.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Olá!

    Já li esse livro e curti bastante! Não dei taaaanta atenção quanto você em relação a essas críticas mais complicadas, mas acredito que as compreendi bem. Adorei essa cena da raposa, é uma das minhas preferidas.

    Beijos,

    Natalia Leal
    http://www.paginas-encantadas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Oie Ricardo =)
    ainda não li o livro, mas te garanto que você não é o problema gosto é gosto, e não quer dizer que um livro que cativou milhões vai acontecer o mesmo com você ou outra pessoa, EU geralmente digo que sou do contra, pois livros que são aclamados eles não me cativam, recentemente li Anna e o beijo Francês na maior expectativa todos falam bem, mas o livro não me conquistou kkkkk somos seletivos ;p
    Beliscões da Máh ♥
    Cantinho da Máh
    @Maaria_Silvana

    ResponderExcluir
  15. Ricardo, esse livro é fantástico. É daqueles que todo mundo deveria ler pelo menos uma vez na vida...

    Beijão,
    Caroline, do criticandoporai.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Oi, gentei!

    Vi o blog de vcs no grupo Blogueiros Literários e vim aqui visitar e seguir. :)
    Ricardo, O Pequeno Príncipe é um tesouro!

    Beijos!

    www.oblogdasan.com

    ResponderExcluir
  17. Oi !

    Este é um livro que tem em casa a décadas e não tomei coragem para ler ainda :) Adorei a resenha !

    beijos
    meupequenomundodeblablabla.blogspot.com

    ResponderExcluir
  18. Adorei o Finalmente eu li. Sabe que comprei esse livro esses dias e dei pro meu sobrinho e realmente ainda não li. :(
    Mas qualquer dia desse eu irei usar a mesma frase que você, finalmente eu li. Conheço muitas quotes e adoro, mas...

    Encontro "A menina que roubava livros"

    Paradise Books

    (P.S.Rayssa nos visitou, avisa ela que seguindo de volta. *-* Beijos.

    ResponderExcluir
  19. Oi, tudo bem?

    Então, li esse livro de uma vez só. Por ser pequeno e cheio de gravuras terminei rapidamente, e assim, não senti muita coisa enquanto lia. O que fez esse livro ter sido tão perfeito para mim são as reflexões que surgem depois. As coisas simples que na verdade são extremamente complexas. É uma pena que não tenha curtido.

    Abraços,
    Juan Silva - http://asasliterarias.com/

    ResponderExcluir
  20. Olá, como vai?
    Minha mãe me deu esse livro, acho que em 2009 e ainda não li, rsrs... e posso confessar? Não tenho vontade.
    Ah, também tive problemas pra ler Alice. Achei muito nada a ver com que eu imaginava.
    Gostei da sua sinceridade ;)

    http://incriativos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Olá li esse livro ha muito tempo e amei muito sua resenha me fez da vontade de ler de novo

    ResponderExcluir
  22. Bom, foi bom saber a sua opinião sobre o livro. Eu nunca o li, mas crio muitas expectativas sobre ele, por tudo o que me falam e blá. E você comentou de Alice, né? Rs, adoro esse livro, um dos meu preferido, até me identifico com ela, mas acho que não pela teimosia, HAHA.

    ResponderExcluir
  23. O livro é muito bom. Mas as vezes nos deixam inseguros com algumas coisas. As frases clichês dele nos fazem seguir dependente de outras pessoas em algumas situações.

    Mas, é um livro que indico. Amei o seu texto. Parabéns.


    http://inverso-mente.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  24. Oi, Ricardo.
    Ganhei "O Pequeno Príncipe" quando era criança. Sou prova viva: na época, demorei uns bons dias para ler e não achei graça alguma - O garoto some! Mas, li de novo (já faz um tempinho) e achei tanta beleza na escrita sem pretensão do Saint-Exupéry. Não endeuso o livro, mas me cativou. Pena que não tenha gostado. Abraçs

    www.metamorfoseou.blogspot.com

    ResponderExcluir
  25. Oi Ricardo! Bem, li esse livro a muitos anos, e acho ele uma obra prima, uma filosofia de duvidas cruéis até, me identifiquei muito com o livro, e sim, o guri é irritante, mas acredito que muito menos do que eu era na época em que li hihihi. Acho a escrita um encanto, um jeito simples e fácil, quem sabe isso que tu não tenhas se prendido, a linguagem é muito direta, o que o faz ser mais infantil, mas se eu o relesse acredito que teria outros pontos de vista do mundo. Bem, eu adorei o livro, e penso seriamente em comprar para deixar para meus filhos, enfim, beijinhos.

    ResponderExcluir
  26. Olá Ricardo!
    Eu li esse livro há pouco tempo e também não achei tudo isso que as pessoas comentam, eu acho que quando lemos quando somos mais novos a história é mais interessante.
    Beijos!
    Monomaníacas por Livros

    ResponderExcluir