quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Livros que não terminei #1 - Lua Nova

Postado por Diarios De Leitura - quarta-feira, agosto 21, 2013 - com 6 comentários
Muitos leitores já passaram por uma situação parecida, você compra ou pega emprestado certo livro, cria expectativas sobre ele, começa sua leitura e de repente nada mais faz sentido, o livro não lhe agrada em nada, por diversos motivos diferentes, até tentamos chegar ao seu final, mas não somos fortes o suficiente, o livro não ajuda e por fim acabamos abandonando a leitura, algumas até com certo alívio. E com isso em mente vamos fazer esse depoimento de livros que tentamos ler e por algum motivo ele foi deixado de lado.

Nesse ínicio de artigos não irei contar o primeiro livro que abandonei, mas sim o que me deu mais motivos para isso. Foi o livro Lua Nova, da autora norte-americana Stephenie Meyer. Este é o segundo volume da série de livros Crepúsculo, neste livro Edward Cullen decide abandonar Bella Swan devido  alguns acidentes causados em seu relacionamento, já que Bella é uma humana e Edward um ser imortal. Sem seu grande amor ao seu lado, ela volta sua atenção para outro personagem da trama, Jacob Blake, neste livro vemos a amizade destes dois personagens evoluir e a busca de Bella para rever seu verdadeiro amor.

Primeiramente eu não li o primeiro livro da série, eu apenas vi o filme, que já não tinha me chamado muito a atenção, porém quis ver como seria essa história contada de uma maneira mais elaborada, que é o que se espera, que o material escrito possua de superior ao cinema. Sou acostumado a ler histórias mais descritivas, em que o ambiente e os personagens possuem vários detalhes e maneiras de demonstrar quem são e o que são, ao ler esse volume da série simplesmente não encontrei nada disso.

Não sei se foi pelo fato de não ter lido o primeiro volume, mas muitas coisas da narrativa não me agradavam por serem muito genéricas, os cenários são qualquer coisa, o que ela descreve não é uma cidade com um nome e uma localização (eu sei que a cidade tem um nome e localização, mas isso não é aproveitado caracterizando-a), ela possui traços de qualquer cidade do interior norte americano, você não tem pontos de referência de absolutamente nada, nenhuma ligação, em um momento estamos na casa de Bella, noutro na escola, e do nada nos mudamos para a floresta.

O mesmo se aplica para os personagens, simplesmente você não consegue ter empatia por eles, pois ele não nos passam sentimentos nenhum, não conseguimos ver diferentes lados ou evoluções simples que sejam, assuntos que não chegam a lugar nenhum.  A parte da compra das motocicletas com as duas crianças é algo muito confuso, você não entende quem está falando e nem parece que os personagens estão conversando entre si. Se estes conceitos são explicados no primeiro livro, isso se torna algo menos relevante, já que se trata de uma continuação, porém algo a mais deveria se entregue ao leitor.

Para não dizer que não gostei de nada que me foi apresentado, o sonho que a Bella tem no começo da história, em que ela se vê velha ao lado de Edward com sua aparência jovial, é um conceito que seria muito bom para ser explorado como principal nesse livro, mas ele passa batido como uma curiosidade e é esquecido, pois o sofrimento de Bella e seus devaneios com seu amado tomam todo o foco da história até a parte que parei de ler. A narrativa é estática, sempre a mesma coisa, sem mudanças, tudo que Bella faz e pensa é entediante.

Parei minha leitura na parte em que Bella descobre que quando ela é sujeita a altas doses de adrenalina consegue manter um contato de poucos instantes com Edward, foi exatamente na hora em que ela pula do penhasco que eu decidi parar minha leitura, já estava cansativo toda depressão que o personagem passava para o leitor. Tentativas de suicídio para pequenos momentos com uma ilusão da pessoa que supostamente ela não poderia viver sem também é um conceito que não me agrada, ainda mais pela faixa etária do publico que o livro atinge.

Esse livro definitivamente não foi feito para mim, sei que a série possui muitos fãs e foi um sucesso de vendas no mundo todo, mas o que posso fazer? Ele não me agrada, tanto que não consegui terminá-lo, não sou o público alvo desse tipo de literatura, vi todos os filmes da série, mesmo assim não gosto deste universo que Stephenie Meyer nos apresentou, vejo muitos erros e controversas que ele criou e pelo visto a autora também deve ver algo, já que ela diz se afastar cada dia mais de sua obra.

Tenham uma boa leitura (ou não).



Categorias: ,

6 comentários:

  1. Olá Ricardo! Estava olhando as novidades nessa espécie de Feed de Noticias do blogger e seu post me chamou a atenção!
    Tirando o primeiro livro da saga crepusculo, li todos os outros 4(contando com aquela espécie de spin-of do livro eclipse)e confesso que fora leituras dificeis, arrasatada, devido a quantidade enorme de detalhes maçantes e o que você citou sobre a falta de personalidade e excesso de depressão da personagem principal! Enfim tenho todos os livros da série, mas não tenho a minima vontade de ler o primeiro! Acho que realmente envolve tudo isso que citou de público alvo!

    Grande Abraço!
    Claudinei Barbosa
    http://resenhandoecontando.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Eu assisti a todos os filmes e para mim já foi o suficiente. Não teria coragem de ler estes livros agora, não é o tipo de leitura que me atrai.

    Abraços

    reaprendendoaartedaleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Olá! Olha, eu particularmente não gostei dos filmes da saga, então optei por não ler os livros, mas já ouvi vários comentários de que "Lua Nova" não é bom!

    Abraços, Isabela.

    www.universodosleitores.com

    ResponderExcluir
  4. Olá.
    eu li todos os livros bem no começo dessa doideira toda que essa saga se tornou e como estava orfã de HP acabei me apegando e gostei do primeiro livro, mais Lua Nova não é bom realmente em nada super entediante como você disse eu custei muito a terminar por caisa disso, mais segui adiante e terminei a saga gostando dos livros (menos LN) mais eu tinha 16 anos e con o tempo meu gosto foi mudando e hoje ja nao curto mais a saga, vejo falhas obvias que nao sei como nao vi antes... e tudo uma questao de pespectiva e momento.

    *Me empolguei
    beijos
    http://osuficientee.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Olá Rayssa,

    Simplesmente amo a saga, e li todos os livros... Só acho que a Bella deveria ter ficado com o Jacob, pelo coração puro dele e tbm pq não perdoaria o abandono do Edward. Quero parabeniza-la pelo blog! Está perfeito! =)
    Obrigada pela visita em meu blog.

    Um Beijo.

    *Pathy*

    http://pathysmania.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Este não era o meu livro favorito, mas algo que eu gosto muito do elenco trazer a história para filme é o elenco que escolheram, especialmente o papel que desempenha Michael Sheen., não importa o projeto, demonstrou seu extraordinário talento. Atualmente, podemos desfrutar de seu trabalho sobre quarta temporada de Masters of Sex , uma série histórica definida na década de 50 demonstramos de forma sexualidade científica. É uma pena que a saga Crepúsculo chegou ao fim, felizmente, ainda podemos ver o elenco em outros projetos que tem certeza de deliciar-nos.

    ResponderExcluir