quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Resenha #21 - Escola de um Destino

Postado por Diarios De Leitura - quinta-feira, agosto 29, 2013 - com 2 comentários




Ficha técnica

Título: Escola de um destino
Autor: Sidney Santborg
ISBN: 9788563194428
Páginas: 85
Ano: 2011
Editora: Livros Ilimitados




Resenha

Quatro jovens nordestinos têm uma oportunidade única em mãos: se mudar do de suas cidades interioranas para o Rio de Janeiro e frequentar uma das universidades de maior prestigio do país, vários alunos recém-formados são contratados por grandes empresas e os cursos possuem altos índices de concorrência. Nossos garotos se esforçam e conseguem passar na prova de seleção, fazem uma viagem cheia de dificuldades, porém finalmente chegam à cidade maravilhosa e descobrem que a faculdade em que se matricularam não é maravilha que aguardavam.

Logo ao chegarem, percebem que a localização da instituição é péssima, envolta por favelas, o tráfico e outros crimes é algo muito presente na rotina dos estudantes, a grande maioria dos mesmos são estúpidos e mal educados e na primeira noite no alojamento, um tiroteio ocorre em uma favela próxima. Muitas serão as dificuldades que os jovens irão passar e alguns não chegaram ao final de seus objetivos.

Essa história mais se parece com um protesto singelo de todos os problemas que acontecem no meio acadêmico, porém o autor quis explorar todas as situações possíveis em um enredo pequeno, com isso a estória possui alguns pontos negativos. Os personagens não possuem profundidade, eles têm características genéricas que apenas os classificam com um fator de sua personalidade (calmo, agitado, desleixado), as situações que passam são pequenas e possuem uma resolução rápida, não deixando tempo para que os personagens sejam mais bem elaborados.

É explicito que o ambiente em que a estória se passa é uma universidade, mas o autor se foca apenas em alguns lugares e assim parece que todo o complexo de prédios que forma uma universidade se resume em apenas um único prédio, como se as acomodações, as salas de aulas e outros ambientes estivessem no mesmo edifício. Outro fator ligado ao ambiente universidade é o tempo, sabemos que um curso de ensino superior possui em média quatro anos de duração. Como o livro tem um volume pequeno de páginas, sentimos que apenas um ano se passou e vários outros pontos que poderiam ser explorados pelo autor são deixados de lado.

As situações que os personagens passam são interessantes, como o autor colocou quase todo tipo de situações que poda ocorrer numa escola, fica fácil o leitor se identificar com algo que possa ter ocorrido com ele. Mas esses acontecimentos poderiam ser mais explorados, os diálogos mais bem trabalhados, a narrativa acontece em terceira pessoa e o narrador supre toda a necessidade de conversas entre os personagens, o que ajuda a perderem mais suas identidades.

O autor explica as intenções do livro nas últimas páginas, os acontecimentos da estória é algo que parece, mas não é, deveriam ter sido mais elaborados, a leitura deste livro é rápida e simples, seu acabamento é um papel levemente mais grosso que o habitual, o leitor irá se identificar com alguma passagem e todo o final da trama possui uma ligação com o título desta obra.






Boa Leitura.


Categorias: ,

2 comentários:

  1. Apesar de ser um livro simples, como você mencionou, ele parece tratar de questões relevantes e muito comuns no cotidiano dos estudantes! Gostei da dica...


    Abraços, Isabela.

    www.universodosleitores.com

    ResponderExcluir
  2. Olá Ricardo!

    Quando decidi escrever este livro, realmente tive a intenção de fazê-lo direto e ágil, sem me prender a descrição de detalhes que poderiam levar à perda da objetividade da obra. E essa estória, ao contrário do que citou, se passa em uma escola técnica de nível médio, conforme disse no início do livro,com tudo acontecendo dentro deste espaço, que se resume aos alojamentos e ao prédio da escola com um complexo esportivo e refeitório. Lembrando que o intuito é justamente levar àqueles que não têm o hábito da leitura a desenvolvê-lo e levá-los a reflexão sobre o poder de suas escolhas.

    Forte abraço querido!

    ResponderExcluir